segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

APPI/APLB acaba de mudar para sua nova sede



A APPI/APLB-Sindicato acaba de mudar para sua nova sede, na Praça do Tamarineiro, no bairro do Malhado. A mudança foi realizada na manhã desta segunda-feira e por conta das arrumações que precisam ser feitas no novo espaço não haverá atendimento externo nos próximos dias. Os telefones e a rede de internet também ainda não estão disponíveis. A diretoria da APPI conta a compreensão dos seus associados e informa que em muito breve retornará às suas atividades normais, já na nova e ampla casa.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Abertas as matrículas do turno noturno da Escola Estadual da Proa

A APPI/APLB-Sindicato conseguiu a reabertura do turno noturno do Colégio Estadual da Proa. E as matriculas já estão abertas. Os interessados em estudar no Educação de Jovens e Adultos (EJA) devem procurar a Secretaria da Escola da Proa para efetuar a matrícula. 

Desde a semana passada que a diretoria da APPI/APLB vem se reunindo com professores e alunos dos colégios Padre Luiz Palmeira e Escola Estadual da Proa para discutir a reabertura do turno noturno nesta escola.  Na última quarta-feira a direção da APPI se reuniu com a diretora geral do Núcleo Regional de Educação (NRE-05), Solange Sampaio, onde conseguiu a garantia da reabertura do turno noturno na Escola da Proa.

Na noite desta quinta-feira a direção da APPI/APLB voltou a se reunir com a comunidade escolar para informar sobre a reabertura do turno noturno e realizar em conjunto uma campanha de matrícula para atrair os alunos interessados em estudar no EJA da Escola da Proa.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

APPI/APLB participa de Jornada Pedagógica no CPM Rômulo Galvão

O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, e a diretora intermunicipal, Enilda Mendonça, participaram na tarde desta quarta-feira da Jornada Pedagógica 2016 do Colégio da Polícia Militar Rômulo Galvão.

A Jornada Pedagógica 2016 teve como tema ‘Práticas que educam: responsabilidade de todos, compromisso da escola’ e como foco a valorização das práticas educativas exitosas das unidades escolares e o incentivo à leitura a partir de ações específicas.

Durante a pré-jornada no CPM Rômulo Galvão, os diretores da APPI/APLB  falaram sobre a importância deste planejamento. De acordo com eles, o planejamento é fundamental para o êxito das atividades escolares.

Prestação de Contas - Novembro e Dezembro de 2015





Conselho Municipal de Educação aprova Calendário Letivo 2016 da Rede Municipal de Ilhéus



O Conselho Municipal de Educação (CME) aprovou o calendário para o ano letivo de 2016 da Rede Municipal de Ilhéus, conforme proposta a aprovado na última assembleia da categoria.

A Seduc aceitou a proposta da categoria de inserir 10 sábados no calendário. No entanto, a Secretaria não acatou a proposta dos trabalhadores do não enforcamento dos dias 22/04, 27/05 e 14/11 (dias que estão entre um feriado e final de semana).

A proposta da SEDUC e que foi aprovada pelo CME foi de manter o enforcamento e os dias serão repostos nos dia 27, 28 e 29 de dezembro, finalizando o ano letivo de 2016 em 29 de dezembro 2016.

O CME não aprovou ainda a chamada pública, por esse motivo não ficou definido quando serão abertas as matrículas na rede municipal de Ilhéus. Uma nova reunião para discutir o assunto será realizada no próximo dia 12 de fevereiro.

Confira como ficou o calendário aprovado Conselho Municipal de Educação. 


APPI/APLB se reúne com NRE-5 e consegue garantia de reabertura do noturno na Proa

A APPI/APLB-Sindicato se reuniu na manhã desta quarta-feira com a diretora geral do Núcleo Regional de Educação (NRE-05), Solange Sampaio, para solicitar a reabertura do turno noturno no Colégio Estadual da Proa. O problema é que sem aviso prévio a Secretaria Estadual de Educação resolveu não abrir matrículas no turno noturno no Colégio Estadual Padre Luiz Palmeira e na Escola da Proa e com isso os professores e alunos estão sem saber para onde irão colocados.

Após ouvir a solicitação da APLB, Solange Sampaio garantiu que será reaberta a matrícula à noite na Escola Estadual da Proa, inicialmente oferecendo o Eixo-5 (antigas 7ª e 8ª série). A proposta é que a comunidade escolar se mobilize e faça uma campanha de matrícula para que, se houver necessidade, sejam abertas novas turmas. Solange Sampaio também garantiu que não haverá professores excedentes nessas escolas em que os turnos noturnos foram fechados.

Na última segunda-feira o presidente da APPI/APLB, Osman Nogueira Junior, e a diretora intermunicipal, Enilda Mendonça, se reuniram com professores das escolas estaduais Padre Luiz Palmeira e Grupo Escolar da Proa para discutir a permanência do turno noturno em pelo menos uma dessas unidades escolares. O objetivo é garantir a continuidade dos professores nas salas de aulas de origem ou em unidades mais próximas, além de oferecer aos alunos a oportunidade de continuarem seus estudos à noite.

E nesta quinta-feira, às 19 horas, a APPI/APLB estará se reunindo com professores e estudantes dessas duas unidades escolares, para fazer um mapeamento inicial do número de vagas e alunos no turno noturno. Em seguida será encaminhado esse mapeamento para o NRE-05 e para a Secretaria Estadual de Educação mostrando a necessidade de garantir a permanência do turno noturno em várias turmas.