sexta-feira, 23 de setembro de 2016

APPI realiza roda de conversa sobre projetos que trazem prejuízos para os trabalhadores

Como parte das atividades do Dia Nacional de Paralização, a APPI/APLB-Sindicato realizou na manhã desta quinta-feira, no auditório da sua sede, uma roda de conversa com a categoria sobre os projetos de lei e de emenda constitucional que tramitam no Congresso Nacional e que trazem sérios prejuízos para os trabalhadores e para a educação. O debate teve como palestrante a professora e presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação(UNCME), Gilvânia Nascimento, que falou, dentre outros assuntos, do Projeto de Lei Parlamentar 257, que limita os planos de carreira, a Proposta de Emenda Constitucional 241, que congela o piso do magistério, e o Projeto de Lei 4567 que desvincula os royalties de petróleo para a educação.

O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, falou da importância da categoria estar atenta e unida para acompanhar a tramitação desses projetos e mobilizada para evitar que essas propostas sejam aprovadas pelo Congresso Nacional, tendo em vista os prejuízos que trazem para os trabalhadores. Gilvânia Nascimento explicou que o PLP 257/2016 é um Projeto de Lei Complementar apresentado pelo Poder Executivo, em tramitação no Congresso Nacional, que propõe a renegociação das dívidas dos Estados com a União. Porém, traz como contrapartida várias medidas que representam graves prejuízos aos direitos dos servidores públicos e ameaçam o bom funcionamento do serviço público para toda sociedade brasileira.

Segundo a presidente da UNCME, os prejuízos aos funcionários públicos são enormes. O Projeto trará arrocho salarial, pois proíbe reajustes ou adequação de remuneração a qualquer título aos servidores que há anos não recebem as devidas reposições salariais e impede também a progressão em planos de cargos e carreiras. Com a aprovação do PLP, quinquênios, licença prêmio, férias e licenças em pecúnia também ficam proibidos, além de aumentar de 11% para 14% a contribuição previdenciária do servidor.

Já a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016 congela os gastos públicos por 20 anos, período em que o dinheiro economizado será canalizado para o pagamento da dívida pública, que atualmente consome quase metade do orçamento do país. Como em propostas anteriores, a exemplo do Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/16, a medida recai sobre os trabalhadores, os servidores e os serviços públicos e, especialmente, em áreas essenciais à população brasileira como a Educação e Saúde.

Caso haja descumprimento ao limite de gastos, o órgão ou Poder Público serão penalizados nos anos seguintes com a proibição de medidas que aumentem o gasto público, como o reajuste salarial de servidores públicos; criação de cargo, emprego ou função; alteração de estrutura de carreira; à admissão ou à contratação de pessoal, a qualquer título, ressalvadas as reposições de cargos de chefia e de direção que não acarretem aumento de despesa e aquelas decorrentes de vacâncias de cargos efetivos; e à realização de concurso público.






quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Escolas confirmam participação na Campanha “Ilhéus sem violência é bem melhor”

Pelo terceiro ano consecutivo, as escolas públicas e particulares da sede e do campo estarão participando da campanha “”Ilhéus sem violência é bem melhor”, promovida pela APPI/APLB-Sindicato, Polícia Militar e Secretaria Municipal de Educação, em parceria com o Conselho Tutelar e Grupamento de Bombeiros Militar. O objetivo da campanha é discutir sobe a paz e combater a violência dentro e fora das unidades escolares. Como parte dessas ações serão realizados concursos de redação e desenho, passeio ciclístico, seminário, exposições, palestras educativas e reflexões sobre a violência a realidade de cada aluno, além da grande caminhada pela paz.

Na manhã desta terça-feira a comissão organizadora da campanha realizou uma reunião no auditório da APPIAPLB-Sindicato para apresentar aos diretores das escolas o cronograma de atividades e discutir sobre a importância da participação de todos nessa campanha pela paz e contra a violência dentro e fora das unidades escolares. Também foram entregues as fichas de inscrições e o regulamento do concurso de Desenho, para os alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental I, e de Redação, destinado aos estudantes do Ensino Fundamental II e Ensino Médio. Esse ano o concurso de Desenho terá como tema “Escola e Família: por uma Ilhéus de paz e não de guerra”. Já o concurso de Redação terá como tema “Escola e Família: uma conexão de fortalecimento contra as drogas”.

De acordo com o cronograma de atividades, as redações e desenhos dos participantes devem ser entregues até o dia 07 de outubro. No dia 16 de outubro acontecerá um passeio ciclístico aberto à população, saindo da porta da 68ª CIPM. Já no dia 18 acontecerá um seminário no auditório da APPI tendo como público alvo os pais de alunos, supervisores, orientadores, diretores e estudantes do ensino médio. Nos dias 21 e 22 de outubro acontecerá uma exposição pública contra a violência, no Ginásio de Esportes Herval Soledade. A campanha “Ilhéus sem violência é bem melhor” será encerrada no dia 22 de outubro com uma grande caminhada pela paz, com uma concentração às 8 horas da manhã, na sede da 68ª CIPM.

O presidente da APPI/APLB-Sindicato, Osman Nogueira Junior, explicou que a campanha de combate à violência tem somado resultados altamente positivos e a cada ano aumenta o número de escolas participando do projeto. De acordo com ele, o conjunto de ações realizadas na campanha a importância do projeto acabou inserindo no calendário escolar da rede municipal a Semana de Segurança. Osman Nogueira Junior também faz questão de alertar que essa não é uma campanha apenas dos organizadores ou das escolas envolvidas, mas de toda a comunidade e de todos aqueles que querem e luta por uma Ilhéus com mais paz e muito menos violência.



22 de setembro - Dia Nacional de Paralisação - PARTICIPE


segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Escola Municipal do Salobrinho realizou ato cívico com o tema Pátria Amada Brasil

A Escola Municipal do Salobrinho realizou no último sábado, dia 10 de setembro, um emocionante ato cívico com o tema “Pátria Amada Brasil "- untos Somos Mais Fortes", com a participação de alunos, pais, professores e servidores. E para fechar com chave de ouro o evento foi concluído com uma caminhada cívica acompanhada da Fanfarra da Escola Municipal Themístocles Andrade (EMTA).

Para o ato a escola convidou diversos parceiros que sempre contribuem para o desenvolvimento de ações voltadas aos alunos e a comunidade. O evento foi iniciado com o pronunciamento da diretora Edilma Moreira Lopes que fez uma reflexão sobre a Pátria e em seguida foi entoado o Hino Nacional, puxado pela fanfarra da EMTA.

Logo depois o poeta Hermínio Rocha declamou o poema “Pátria Minha”, de Vinicius de Moraes. Logo após, o Criart, centro comandado pela irmã Eunice, que desenvolve atividades voltadas para arte, cultura, educação e tecnologia, apresentou o ballet com a música brasileirinho. O professor Cosme Gusmão se fez presente representando a APPI/APLB-Sindicato.

Durante o ato foram realizadas diversas apresentações organizadas pelas professoras da Educação Infantil ao Ensino Fundamental I, incluído coral, poemas, poesias, músicas e várias outras atividades. Para finalizar, a direção da escola convidou a Fanfarra da Escola Municipal Themistocles Andrade para uma Caminhada Cívica pela comunidade do bairro, onde estiveram presentes alunos e professores da Educação Infantil, Fundamental I e II, bem como país, funcionários, gestores e a comunidade do bairro prestigiou o evento com muito entusiasmo.

De acordo com os organizadores, foi uma caminhada interativa, alegre, descontraída e de grande importância para aqueles que ali passavam e aplaudiam o evento.  “Parabéns a Escola Municipal do Salobrinho pelo lindo show de união, parceria e demonstração de que realmente juntos somos mais fortes", finalizou a diretora.












segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Colégio Municipal do Salobrinho realizou Feira Cultural do Projeto Cultura Nordestina

A alegria e a animação, junto com muita leitura, arte e disposição tomou conta da Feira Cultural do Projeto Cultura Nordestina desse ano de 2016 do Colégio Municipal do Salobrinho. Durante o ano foram realizadas várias atividades envolvendo alunos, trabalhadores em educação e a comunidade local, com o objetivo de estimular os conhecimentos e valorizar a cultura nordestina.

No último dia 20 de agosto, no bairro do Salobrinho, a Escola Municipal preparou junto com seus professores, funcionários, alunos, equipe pedagógica e administrativa um dia com muitas apresentações artísticas nordestinas, comidas típicas, leilão, artesanato e muita diversão.

A comunidade local esteve presente e prestigiou a grande feira cultural que também faz parte de uma das ações do Projeto Cultura Nordestina e que tem como foco a leitura e a escrita. Para os alunos o projeto é um momento importante para conhecer mais sobre sua história, despertar para a leitura e valorizar as suas raízes e tradições.